Conheça o projeto

Projeto convida leitores a esquecer livros por São Paulo

Criado no começo de abril, “Esqueça um Livro” é inspirado no conceito de BookCrossing

Já faz algum tempo que o paulista Felipe Brandão anda cercado por livros, pessoal e profissionalmente. Por dois anos trabalhou em uma grande rede de livrarias e atualmente trabalha na área de marketing de uma editora de best-sellers.

Em abril, percebeu que a estante de sua casa estava novamente cheia de títulos já lidos. Ao invés de comprar outro móvel para acumular mais livros, vender as edições em um sebo ou negociá-las em um site de trocas, optou pelo desapego, abandonando os livros pela cidade. Nasceu assim o projeto “Esqueça um Livro”.

“A ideia é inspirada no conceito de BookCrossing, criado nos EUA no começo dos anos 2000”, explica. Combinando leitura e urbanidade, o conceito convida os leitores a deixar um livro em local público, para que outra pessoa o encontre, o leia, e volte a abandoná-lo, ampliando assim o acesso à leitura. Há diferentes versões do BookCrossing espalhadas por cidades do Brasil e do mundo.

A base do “Esqueça um livro” é uma fanpage no Facebook. Nela, Felipe posta as fotos dos livros “esquecidos” por São Paulo, acompanhadas de uma breve sinopse e da indicação do local onde a edição foi deixada. “Sobre a Brevidade da Vida”, de Sêneca, foi o primeiro livro a ser abandonado no projeto, em 4 de abril, numa janela cercada de plantas próximo à estação Marechal Deodoro do Metrô.  De lá pra cá, vários amigos e entusiastas passaram a colaborar com o projeto, “esquecendo” livros por São Paulo.

Simples na teoria e na prática, o projeto não tem maiores intenções além de espalhar livros e difundir a leitura na cidade. “Quero que os livros cheguem até pessoas que não teriam condições de comprá-los”, deseja Brandão.

10 respostas para Conheça o projeto

  1. soraia disse:

    Adorei seu projeto, gostaria de ter mais informações sobre como ele teve início, pois sou professora e amo, mas amo muito ler, gostaria muito de realizar algo deste tipo com meus alunos ” Esqueça um livro”. Primeiro deixa eu informar que sou residente da cidade de Brusque, Santa Catarina, e amei a ideia do projeto. Gostaria de saber se posso estar divulgando este projeto aqui na minha cidade.
    Fico no aguardo,
    Um grande abraço,
    Soraia.

  2. Beatriz Ramos disse:

    Olá, Felipe.
    O Rio de Janeiro aguarda esse projeto…
    Estou ansiosa para sair esquecendo livros pela cidade!
    Sua iniciativa é fantástica!
    Abraços,

    Beatriz Ramos.

  3. Carol disse:

    Eu amei o propósito da campanha e compartilhei com amigos e conhecidos, e claro, participei do evento.

  4. Adorei… É incrível e isso vai fazer com que a leitura se espalhe…
    Peço autorização para divulgar esse projeto no meu blog, tudo bem para você?

  5. SORAYA FERNANDA CERQUEIRA MOTTA disse:

    Alô,
    Achei maravilhosa a sua idéia e recentemente, quando estava fora do país, pensei em deixar um livro em uma praça para saber onde foi parar…
    No entanto, fiquei só na idéia pois o livro que queria deixar não estava comigo…
    Mas aí, buscando o texto de Voltaire que fala sobre ” Um livro aberto é um cérebro que fala…” deparei-me com notícias sobre seu trabalho… Achei superinteressante.
    Sou médica e professora e tento, durante as atividades que coordeno ou ensino, levar o aluno para o mundo da leitura, da história tentando resgatar ou ensinar o que se perdeu com o tempo ou nunca foi vivido por eles que é o maravilhoso hábito de LER.
    Gostaria de saber mais sobre seu projeto…
    Tenho filhos e tenho ensinado e compartilhado estas viagens ao mundo da leitura infantil, da adolescência ou mesmo flashes do mundo adulto em crônicas e reportagens.
    Mas é uma luta pois infelizmente, no nosso país, o ato de ler parece ser algo somente para se )exibir(oh! passei o sábado à tarde com meu filho na livraria tal, ou só serve edição tal, recontada por tal autor, para determinado livro ou oh! estou tentando ler livro tal…) mas no final o famoso Prof. Dr Google é quem faz o trabalho…
    No aguardo,
    Soraya Fernanda

  6. Fernanda disse:

    Olá Felipe,

    Como conseguir falar com você para montarmos mais uma estante em um local super movimentado?

    Aguardo contato:
    Fernanda
    fepsantana@gmail.com
    fone: 11-964794229

  7. Adorei a ideia, Parabéns.
    Juliana F,Motta
    Bibliotecária
    Campos, RJ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s