Estante fixa do Esqueça um livro

Há alguns meses durante um bate-papo com Gabriel Gaiarsa, um dos sócios do Rock’n’Roll Burger, surgia a ideia de uma estante fixa para o Esqueça um livro. Após alguns ajustes, o projeto se tornou uma realidade na noite de ontem. Obrigado a todos que foram compartilhar este momento mágico. Quem não pôde ir, não deixe de passar lá para conferir!

#EsqueçaUmLivro #EstanteEsqueçaUmLivro #EsqueçaUmLivroNoRock

DSC_0584 DSC_0585 DSC_0587 DSC_0588 DSC_0590 DSC_0592 DSC_0594 DSC_0597 DSC_0600 DSC_0601 DSC_0603  DSC_0605 DSC_0606 DSC_0610 DSC_0613 DSC_0616 DSC_0618 DSC_0620 DSC_0623   DSC_0626 DSC_0629   DSC_0632

Publicado em Dicas | Deixe um comentário

5 dicas de Buenos Aires

Além das centenas de livrarias, que incluem a esplendorosa El Ateneo, no antigo Teatro Gland Splendid, e a Librería del Colegio, a mais antiga de Buenos Aires, existem outros passeios culturais inesquecíveis.

Cine argentino

No Cine Nacional é possível assistir somente filmes argentinos e os preços são infinitamente mais baratos do que os dos “cinemas para turistas”. Aqui assisti Relatos Salvajes, do argentino Damián Szifrón, com Ricardo Darín e produção de Pedro Almodóvar. O filme é uma sátira social com muito humor e reflexão. Também comprei alguns filmes latinos por lá.

Não conhece Ricardo Darín? Comece por aqui!

E Szifrón? Ele é diretor de El fondo del mar, filme admirado pelos argentinos.

Não conhece Almodóvar? Então recomendo que comece pela minha preferida dele, Tudo sobre minha mãe.

Museu do livro

Para os amantes do livro, como nós, vale a pena conferir o Museo del libro y de la lengua. Lá vi a Muestra libros, que questiona o quanto o livro pode influenciar toda uma cultura. Não deixe de ir também à Biblioteca Nacional e ver a magnitude da arquitetura.

Cumbia

A festa Jolie acontece todas as quartas e é uma noite especial para dançar cumbia, ritmo musical que surgiu nos guetos da Colômbia e faz um sucesso estrondoso por aqui. Aqui é possível ouvir Xuxa, É o tchan, Ivete Sangalo, neste ritmo dançante. E para entrar na festa é necessário pagar com um livro. Não é genial?

Ficou curioso? É algo como:

Malba

Não deixe de conhecer o Museo de Arte Lantinoamericano de Buenos Aires, o Malba. Atualmente está com a exposição inesquecível de Julio le Parc, Lumiére. Não conhecia o artista, mas quando falei para alguns amigos, todos os conheciam e o chamaram de genial. Foi a sensação que tive ao conhecer seu trabalho.

photo-11tumblr_n8rcgazlm41sk2ccko1_1280

Tigre

Separe um dia para leitura e descanso em Tigre, cidade localizada em uma parte do Delta do Rio Paraná. A área é cercada por ilhas e é possível pegar um barco para conhecê-las.

 tigre INRO

Publicado em Dicas | Deixe um comentário

Esqueça um livro – Buenos Aires

Recebi várias mensagens de pessoas perguntando se iria esquecer algum livro em Buenos Aires. Demorei um pouco por que queria esquecer um livro que acabo de ler, Lo mejor de Maitena. Comprei assim que cheguei e fui lendo aos poucos. Maitena é genial e já tinha lido outros livros dela como a série Mulheres alteradas, lançada no Brasil. Agora a Editora Sudamericana lançou o melhor da cartunista argentina, num livro com mais de mil histórias. O que mais gosto é o jeito irônico em que consegue retratar momentos cotidianos. As neuroses de cada um de nós, medos, angústias e sonhos. Afinal, onde conseguimos colágeno para o vazio existencial?

529e29382ddfa_684_466! 21_Dec_2013_21_12_09_maitena06

Publicado em Dicas | Deixe um comentário

Mi Buenos Aires querido

Estou em Buenos Aires de férias e é a segunda vez que visito a cidade. Gosto de cada canto daqui, dos cafés em todas as ruas que visito, das pequenas livrarias espalhadas pela cidade, da língua, das músicas, de cada novo caminho que descubro. Desta vez estou na casa de um amigo e passear com um morador local é sempre diferente, pois eles te levam aos lugares menos óbvios. Claro que vale a pena conhecer a Casa Rosada, Caminito, Teatro Colon, mas também acho interessante conhecer um pouco da vida local. Estou fazendo compras no supermercado, pegando metro, ônibus e até fui à academia. Sentir a cidade e o que ela tem para oferecer. Buenos Aires é uma cidade recheada de Cultura, Música e Literatura. Confira as 5 músicas que não paro de ouvir aqui.

Em breve, posto 5 lugares e passeios que valem a pena! Uma dica: tem livros pelo caminho.

Publicado em Dicas | Deixe um comentário

Cicatrizes

1111599

 

Falar de cicatrizes é sempre doloroso, não é mesmo? Mas David Small aborda o tema de forma singela e magnífica em seu livro Cicatrizes, lançado pela Editora Leya.

Entramos aos poucos na vida de David, um garoto talentoso e solitário, que vive numa família silenciosa e autodestrutiva. Sua mãe vive sempre preocupada com dinheiro e seu pai não sabe bem o papel que exerce naquela casa, onde o silencio toma conta das paredes e moveis antigos. Certo dia, David precisa fazer uma cirurgia para reparar um pequeno problema na garganta, mas quando acorda descobre que uma de suas cordas vocais havia sido retirada o tornando mudo. O silencio que era corriqueiro agora tomava conta do seu corpo, além de uma imensa cicatriz que marcara pra sempre seu pescoço. Tempos depois, David descobre que na verdade teve um câncer e que seus pais não tiveram coragem de contar. A partir daí, uma série de problemas e questões familiares são postas a prova.

Small recria sequências cinematográficas em formato graphic novel. Seus traços são melancólicos, criativos e repletos de sentimento. Sua obra é considerada revolucionária por importantes desenhistas, ganhou prêmios como Caldecott Medal, Christopher Medal e E. B. White Award por seus trabalhos de ilustração em livros. Atualmente ele e a esposa vivem no sudoeste de Michigan.

Segundo Françoise Mouly, editora de arte do The New Yorker, Cicatrizes recebeu o título correto, pois o autor penetra no passado e, com muita arte, fecha as feridas infligidas em uma criança por pais cruéis e nada amorosos. Tão intensamente dramático como um romance gravado em madeira da era do cinema mudo e tão fluído como os contemporâneos mangás japoneses.

Será que estamos sempre cobrindo a ferida? Porque não enfrentar nossos medos, desilusões e angústias? Small criou uma obra capaz de mexer com o seu imaginário ao mesmo tempo em que o transporta a sua realidade. É impossível não se emocionar ou se irritar com aquela família beirando ao caos, mas que prefere silenciar no jantar e viver dia após dia com a ideia fixa de que o mais importante é ter do que ser.

Repleto de inquietações, um grito desesperado de socorro, uma inquietude descabida. Os momentos passam como as páginas e parece que nada muda. Small parece nos dizer muito num livro onde as imagens se sobrepõem as palavras. Parece nos dizer que cicatrizes não podem ser escondidas, mesmo que pensemos que sim.

Publicado em Dicas | Deixe um comentário

Ideias que mudam o mundo

Ontem participei da 34° semana da Comunicação da Universidade de Taubaté. Confesso que não esperava a incrível receptividade. Conversamos sobre mercado, sonhos, ideias, projetos e como encontrar o nosso lugar no mundo. Gostaria de agradecer a presença dos amigos Márcia, Débora, Eliezer e Diego. Espero ter conseguido plantar uma sementinha no coração de cada um deles.

DSC_0408DSC_0457

No final, consegui fazer este vídeo especial ❤

Publicado em Texto | Deixe um comentário

Livros que marcam para sempre

Sábado fui esquecer vários livros com amigos pelo parque Ibirapuera, em São Paulo. E foi em cima desta árvore que lembrei de uma história: Sempre fui uma criança que adorava inventar causos e foi de tanto contá-los que ganhei de uma professora meu primeiro livro, Meu pé de laranja lima. Fiquei encantado com a história escrita por José Mauro e inventei para todos os meus amigos que conseguia conversar com a jabuticabeira do meu quintal, assim como o personagem do livro. Ainda hoje quando penso em livros que me marcaram, Meu pé de laranja lima está sempre na lista, junto de O apanhador no campo de centeio, A trégua e O chamado do monstro.

Existem livros que marcam para sempre. E os de vocês? Que livros te marcaram?

1455070_588703501191931_823950634_n

Publicado em Dicas | 3 Comentários