Histórias de sebo

DSC_0264 DSC_0269

Sempre que vou à um sebo gosto de fuçar histórias. Não apenas as histórias dos livros. Mas aquelas, que timidamente aparecem na primeira página. Olho as dedicatórias e invento diálogos, tentando decifrar o motivo do livro estar ali. Que razão levou Juliana a vender o livro que Rafael dedicou com tanto amor? Será que o amor acabou? Ou a grana apertou?

Na semana passada estive como repórter num sebo no centro de SP. Fui gravar uma matéria especial como repórter por um dia, que irá ao ar apenas no final do ano. Como pediram sigilo, quando estiver próximo aviso vocês. Para a matéria, persegui uma história incrível através da dedicatória num livro. E vocês, gostam de sebos?

Anúncios

Sobre Felipe Brandão

Sou jornalista, apaixonado por livros, séries, música, viagens e comportamento. Acredito na magia dos encontros verdadeiros e que escrever purifica a alma, acalma o coração e enche a vida de esperança. Em 2013, criei o @EsquecaUmLivro e desde então tenho tido experiências incríveis. Você também pode me encontrar nas redes sociais como @EuFeBrandao.
Esse post foi publicado em Histórias de sebo. Bookmark o link permanente.

8 respostas para Histórias de sebo

  1. Felipe, sebos são lugares de ótimas revelações e um bom lugar para “viajar”. Sobre essa viagem, compartilho crônica Dia de Garimpo que escrevi após ida a um Sebo – http://blogdojpborges.wordpress.com/2014/03/08/140/

  2. Silvestre Mendes disse:

    Toda vez que viajo, procuro dar uma volta em um sebo. Tento fazer exatamente isso que você faz. Construir uma história com o lugar que visito e as pessoas que moram na cidade. Costumo “trocar”, deixar um livro nesse sebo e levar um comigo e ir viajando com outras viagens antigas rs

  3. Que legal, acho que os sebos deveriam ser mais valorizados, a leitura deveria ser mais amada. Uma vez eu vi em um sebo uma frase que me marcou muito ” livro novo é aquele que ainda vocênão leu”. Parabéns pelo seu trabalho

  4. Já tô morrendo de curiosidade pra ver essa matéria!
    Fiz um projeto inteirinho sobre Sebos em São Paulo na faculdade. Um livro de fotos, com a história dos sebos no Brasil que vem até com um dvd cheio de entrevistas com os donos de sebos e suas histórias.Preciso te mostrar qualquer hora.
    Tá lindo o blog, Fê!

  5. Celso disse:

    Felipe, parabéns pela iniciativa!
    Hoje, esqueci 8 livros na Cidade Universitária (USP), próximo ao Restaurante Central, e espero que sejam muito úteis para quem achá-los.
    Abraço!

  6. karollyna2010 disse:

    Senpre que algum amigo que gosta de literatura vem aqui em Recife eu levo pra conhecer não só as livrarias da cidade mas também o sebo, acho legal garimpar vez ou outra encontramos alguma pérola abandonada.

    http://www.miniquiteria.blogspot.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s