Os deixados para trás

10309633_1473950266176397_1470950050144187195_n

Imagine se de repente várias pessoas que você conhece desaparecesse misteriosamente? Seria o arrebatamento previsto na bíblia? Jesus voltou e levou os cristãos? Esta é a pergunta que Laurie Garvey não consegue tirar da sua cabeça. Ela sempre foi agnóstica e não foi criada para acreditar que o arrebatamento pudesse ser algo verdadeiro. A primeira vez que ouviu falar sobre o tema foi na Universidade, na matéria de Religiões do Mundo, e toda aquela história de cavalheiros do apocalipse lhe pareceu absurda. Na época uma obra chamada Deixados para trás fazia muito sucesso entre os cristãos e ela via frequentemente o livro ser deixado em parques, metrôs e ônibus a fim de alertar a população sobre o possível arrebatamento. Mas para ela, tudo não passava de uma tentativa de forçar as pessoas a se converterem ao Cristianismo.

No entanto, algo a deixou melancólica nos últimos dias, muitos cristãos não desapareceram. Ela notou que seus vizinhos que permaneciam sempre na igreja ainda continuavam entre os que não foram arrebatados. Começou a investigar a fundo e percebeu que amigos que ela considerava levianos seguiram para o desconhecido.

Este é apenas o primeiro capítulo de Os deixados para trás, de Tom Perrotta. E se de repente, sem nenhuma explicação algumas pessoas simplesmente desaparecessem? Alguns se descontrolariam? Ou manteriam a filosofia de um passo de cada vez, como faziam antes de o mundo virar de cabeça para baixo? É exatamente sobre isso que Perrotta aborda neste livro, cada capítulo uma história diferente de um morador da pequena cidade de Mapleton. Histórias comuns que vão se cruzando numa teia muito bem traçada, repleta de emoção, inteligência e uma rara habilidade para enfatizar os problemas inerentes à vida humana. O livro faz alusão a série Deixados para trás, de Tim LaHaye e Jerry B. Jenkis, que ganhou o mundo e tornaram-se filmes cristãos. O sucesso foi estrondoso e venderam mais de 70 milhões de exemplares, sendo publicada em mais de 34 idiomas.

Os deixados para trás é um livro maduro e cativante, que aborda de forma ousada nossos desejos e ansiedades mais profundos, escreveu o The Washington post. Será que estamos vivendo preocupados com o amanhã?

Tom Perrotta é autor de seis livros de ficção. Escritor e roteirista, adaptou para o cinema seu livro Pecados íntimos, que Kate Winslet fez o papel principal e foi indicado ao Oscar de melhor roteiro adaptado. Atualmente ele mora com a família em Boston e escreveu a adaptação do livro Os deixados para trás para uma séria da HBO.

Anúncios

Sobre Felipe Brandão

Sou jornalista, apaixonado por livros, séries, música, viagens e comportamento. Acredito na magia dos encontros verdadeiros e que escrever purifica a alma, acalma o coração e enche a vida de esperança. Em 2013, criei o @EsquecaUmLivro e desde então tenho tido experiências incríveis. Você também pode me encontrar nas redes sociais como @EuFeBrandao.
Esse post foi publicado em Dicas, série. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s