Carta ao tempo

Lembro como se fosse ontem da angustia e ansiedade de passar dos 21 anos sem a menor ideia do que fazer da vida. Numa era de tantas certezas, estampadas diariamente nas redes sociais, é um tanto desanimador sentir-se perdido. Você olha a vida do outro e sente que só a sua estagnou. Com o tempo você percebe que a felicidade exacerbada, com filtros no instagram, é apenas uma maneira de mostrar que algo não anda bem. Mas isso demora um pouco para que se tenha claro. Você também percebe que angustias, tristezas, fazem parte, assim como momentos em que você vai querer guardar pra sempre.

Se pudesse voltar no tempo e reencontrasse aquele garoto que passava horas escrevendo e via da janela do quarto a vida que queria ter, eu diria:

Você vai passar boa parte do tempo pensando no futuro, mas as melhores coisas só irão acontecer quando você relaxar e viver o agora.

Durante um bom tempo você vai achar que algumas coisas são importantes, quando na verdade não são.

Suas escolhas determinarão o futuro, mas sempre haverá um motivo para recomeçar.

O futuro que você vê iluminado num grande outdoor é só sua imaginação criando.

Haverá no caminho encontros com pessoas especiais, mais do que a maioria encontra, talvez uma maneira do universo se desculpar pôr a ter levado tão cedo.

Não hesite em pedir ajuda, alguns momentos você realmente irá precisar.

Seus sonhos, uma parte deles, irão se realizar, mas vai demorar mais do que costume. Como dizem: o impossível só demora um pouco mais.

Chegará um momento em que você vai achar que não tem nada, mas se olhar atentamente, perceberá que tem tudo!

Você que um dia já quis partir antes do tempo, vai perceber, num domingo de chuva, que por acaso será o seu aniversário, que quer viver mais 100 anos.

onde_vivem_os_monstros_2009

Felipe Brandão em Where the wild things are

Anúncios

Sobre Felipe Brandão

Sou jornalista, apaixonado por livros, séries, música, viagens e comportamento. Acredito na magia dos encontros verdadeiros e que escrever purifica a alma, acalma o coração e enche a vida de esperança. Em 2013, criei o @EsquecaUmLivro e desde então tenho tido experiências incríveis. Você também pode me encontrar nas redes sociais como @EuFeBrandao.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

7 respostas para Carta ao tempo

  1. Érica Leme disse:

    Ah, que lindo isso!!!
    Muito sucesso sempre!! E tenho certeza que, se aquele garoto de 21 anos te visse agora, ia querer fazer tudo exatamente igual!!!

    Beijokas!
    http://www.serleitora.com.br

  2. Edize Santos disse:

    Olá Felipe, gostei do texto.
    Eu sempre me pego pensando, o que eu diria pra mim mesma se eu estivesse me vendo no presente, mas vindo do Futuro.
    Ou o que eu diria pra mulher de hoje, se eu tivesse feito uma carta pra mim mesma enquanto criança.
    Essa pegada de texto sempre me prende pq no meio da leitura eu me perco nos meus pensamentos.
    Ficou bacana 🙂

  3. Gostei do texto.

    Não tenho vontade nenhuma de voltar no tempo. Tudo que vivi foi bem vivido, e as partes ruins foram ótimos aprendizados.

    Sou feliz todos os dias hoje. Mesmo que as notícias não sejam boas, aprendi a tirar o melhor de tudo.

    Só o tempo ensina isso 😉

    Bjkssssssssss

  4. Nice disse:

    Vc é muito sensíel e não tem medo de se jogar, aprender, rever, retomar e admiti… que seja feliz todo dia…o impossível não tarde! Beijo enorme!

  5. Halitane disse:

    Tudo o que eu precisava ler diante de certas dificuldades. Parabéns pelo talento Felipe 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s